Negus

Multi

LYRIC

[Verso 1]
Só me de força, contra essa forca
No carona do Corsa mirando Maiorca, vô
Contra os maior câo
Dedos de almas porcas torço com a morsa
Ouvindo grito que reforça
O quanto você merecia, e não há nada que possa
Fazer com que me impeça, travando sua peça
Cuzão, sujou meu Nike novo na poça
Dois soco no dorso, soldado ferido
(não) Pedido de reforço foi indeferido
Perdido no início, ócios do ofício
Coloco no bolso seu MC preferido
Tirei seu vício na marra
Arranca cada dente no arranque da Yamaha
Enlatado na luta, e eu sem amarras
Meu código conduta, o seu é de barras (skrrrrr)
Eu não entendo nada pai
Tipo a dicção do Baco
Cê sabe que ela gritou: "sai"
Porque na fricção cê é fraco
E só na sucção cê é rico
Tenho convicção que fico
Bica na cabeça dos opaco
Tão vivendo ficção de facção e no rap fazendo bico
Falsos profetas, letais
Falsos poetas, drogas reais
ATF no te metes, não sigo sozinho
Olha pros dois lados se cruzar meu caminho (chama)
[Ponte]
Silencioso sim, mas nunca quieto
Me questiono porque é que que tô
Fazendo som que meia dúzia escuta
Mas se essa meia dúzia muda, já vale a luta

Porque mudo eu não mudo nada (4x)

[Verso 2]
Ezequiel 25:17, foda-se o hype
Na net é hit, MC Skype
Na marra por like é naipe
Meu direito autoral, cês são type beat, bitch
Adianta kit se nóiz morre por cotas
Planta ideias Carolinas, Abdias, Malcons
Mesa de aposta, alcateia de agiota
Patriotas perdem no final: Atlanta Falcons
Quando cês perceber
Vai ser tarde demais, tarde demais
Matam alguém igual a você
Com fama de vilão na quebra dos ancestrais
Vocês rimam igual fezes, já falei várias vezes
Sem reação do Treze, tô impressionando deuses
Quanto mais teses, quanto mais reze
Fico mais forte, não menospreze
Dorme no meu barulho
Que eu acordo um por um
Bota pilha no bagulho, vira pilha de entulho
Que eu derrubo um por um
Puxo pela coleira, era da cólera, história é séria
Vomita merda no mic, uma série de bactérias
Venera venéreas, Hip Hop doente
Mas todo mundo ama quando um MC mente
Ser unânime não é sinônimo
Em busca do cifrão, tudo me causa desânimo
Jogar num rio de merda, na fita de ser magnânimo
Vê vários anônimo pular gritando "Gerônimo"
Quem questiona o presente? (quem)
Quem quer encontrar a resposta? (ninguém)
Esses caras tão 10 anos a frente?
Só me comprova que o futuro é uma bosta
Não se perde na virgula, ataque na jugular
Sou Django, não João Goulart
Sem firula na fila, circula gandula
Swing de Angola, fazendo ouvido ovular
Escute o oceano ou se afogue no ego
Escute o Nego e execute os planos
Escute a si mesmo, mas não fique cego
Lute por negros, não caucasianos
Não colei no show de MCs limitados
Fiquei na porta distribuindo meu disco
Metade desistiu de ir pro caminho errado
Por saber que eu rimo melhor que eles só quando pisco
Meu disco é um filme: Belas Artes
Chamar o Lamar: That Part
Vamos por partes, alvo no escopo
Daqui eu não erro, pretos no topo
Vamo!
[Outro]
Walking living legend, man, I fell like Kanye

Added by

admin

SHARE

Your email address will not be published. Required fields are marked *

About "Multi"

Na faixa intitulada “Multi“, Nego E escolheu logo a instrumental do hit “THat Part” de ScHoolboy Q pra jogar uns versos ácidos e cômicos, que fazem espertas menções a personalidades do rap brasileiro e, de quebra, ainda sobram boas críticas. “Venera venéreas, Hip Hop doente/ Mas todo mundo ama quando um MC mente“.

O vídeo vem na mesma energia e ressalta alguns “clichês” que vemos em produções visuais do Rap ultimamente, como: o uso de drones, mcs fazendo sinais de armas, rappers contando dinheiro e por ai vai
Veja a matéria completa no RND


Novo no Genius Brasil? Saiba mais sobre o site aqui e também crie a sua conta.

Aproveite e curta a página oficial do Genius Brasil no facebook e sempre esteja atualizado sobre o que acontece no cenário musical nacional e internacional.

Cola também lá no nosso fórum para discutirmos sobre os sons do mundo e conhecer a galera do site.

Multi Track info

Video