Keso

Manobras no Outono

LYRIC

[Refrão: Keso]
Diz-me…
Com que interesse alguém te calca, quando estás em altas?
Eles aguardam para ver
E é quando as folhas caem que eles vão o nariz lá meter
Manobras de um Outono que se inicia assim
Tu despido e os animais a circular em torno de ti
De folhas calcadas se inunda um jardim

[Verso 1: Kapataz]
Existe uma pirâmide onde habitam os demais
Mc’s do voz off que nem pulmões têm mais
Pseudo intelectuais intitulam-se como reais
Há muito palco feito em jaula e vocês Irracionais
1… Anda de luvas armado em revolucionário
2… Avariado perdido e de camuflado
3… Bate em retirada serão caçados em pleno mato
4… Escória do caralho é tudo farinha do mesmo saco
Se eu não sei, tu muito menos, estamos quites, então ok
Doi. Doi. Doi, levar com os estilhaços desta bomba que armadilhei
Vocês deturpam toda a verdade de cada mente que cativei
Esta guerra vai durar, depois não digam que não avisei
Gigantes, roubam de mim e pensam que não galei
Não vos passa pela cabeça o quanto me decepcionei
Se não me pronunciei e ao mesmo tempo me afastei
É porque sei que burgueses não dominam foras da lei
Mais fácil, é rechaçar do que reconhecer e apoiar
O tamanho da vossa inveja vê-se logo pelo olhar
Muito Mc primeiro deveria pesquisar
Para depois quando criar, ya, não copiar
[Refrão: Keso]
Diz-me…
Com que interesse alguém te calca, quando estás em altas?
Eles aguardam para ver
E é quando as folhas caem que eles vão o nariz lá meter
Manobras de um Outono que se inicia assim
Tu despido e os animais a circular em torno de ti

[Verso 2: Kapataz]
Sososolta-te daqui para que não queime essas folhas
Se tu não aguentas com o que eu digo
Amigo…mete rolhas
Dededeves ter perdido noção das tuas escolhas
Achas que me intimidas com meia dúzia de trolhas
Hey, não me fodas com esses assessores de imprensa
Fecho-te a boca na prensa
Sentes agonia imensa
Uso a minha inteligência que reside por cima da crença
Comigo abdicas á nascença
Agora pensa
Vê lá como tripas, não sou esses para quem te esticas
Manda rimas se tu quiseres que não me irritas
A tua mímica em cima do palco para mim não passam de fitas
Debitas. Fudido ficas quando as verdades são ditas
A tua mímica em cima do palco para mim não passam de fitas
Debitas. Fudido ficas quando as verdades são
A tua mímica em cima do palco para mim não passam de fitas
Debitas. Fudido ficas quando as verdades são ditas
[Refrão: Keso]
Diz-me…
Com que interesse alguém te calca, quando estás em altas?
Eles aguardam para ver
E é quando as folhas caem que eles vão o nariz lá meter
Manobras de um Outono que se inicia assim
Tu despido e os animais a circular em torno de ti

Added by

admin

SHARE

Your email address will not be published. Required fields are marked *

About "Manobras no Outono"

?

Manobras no Outono Track info

Mastering Keso
Mixing Keso
Recorded By Keso
Guitar By João Vasconcelos

Video