LYRIC

Nocturno (Contra Trama)

É pelas quebras
Pelas vidas que nascem e morrem nelas
Pelas concretas e invisíveis celas
Pela carne mais barata do mercado ainda hoje
Ei! não é só cabelo e cor, contexto histórico
Arrancados de casa, tidos como sem alma
Anos de violência e agora nos pedem calma
Taxam de vitimistas, complexos e traumas
Talvez não mais na pele mas as marcas tão lá, veja!
É por isso que faço pra que meus Raps carreguem
Autoestima pros meus pra que eles não se reneguem
Não se boicotem, pra que não cortemos raízes
Pra que firmemos diretrizes e sigamos mais fortes
Se em outrora já fomos reis e sangue real ainda corre aqui
Não aceitaremos ser menos que isso agora
Entenda, não é questão de vingança, é justiça
É pelo compromisso de buscar o que por direito é nossa herança!

Super T

Você vai cantar que existiu
Um MC entre mil que caiu
Querendo ser o melhor, frenesi
Mas não entenderam o caminho
Olho no olho é sem desvio
O inimigo era invisível e fraco
Eu aumentei a música
Levantei voltei pra luta
Mas forte como a última
Andei por noites escuras e
Por dias sem nuvens onde
Esquinas se cruzam vi
Que elas ainda alimentam os mesmo sonhos de antes
O medo ainda mora aqui
A esperança ainda mora aqui
Dividem o mesmo coração
Dividem a mesma oração antes de dormir
1 por quem ficou comigo e tava lá quando eu cai
2 pelas batalhas que eu venci mas ninguém viu
Você vai lembrar de mim
Como quem nunca desistiu se não chegou no fim
O fato é que quem tem motivo nunca tá sozinho
Você contar que existiu
Mil Mcs que lutaram pra cada um que partiu

Percy (Cabeça D'Galeto)

E quando o som do atabaque soar em seus ouvidos
Vai predominar a voz daqueles que foi esquecido
E é só mais um Erê que foi tirado do seio
Que luta pra que o final da história não seja igual início ou meio
E eu creio que a vida ensina os seus critérios
Vou lutar em vida e só ter paz no cemitério
Eles levam a sério se achando o criador
Eles criam a dor e eu sou cria da dor, ô seu Doutô!

DL (Cabeça D'Galeto)

Esperar de mais perder em dobro e tudo tem seu tempo
Como calma, Fi!? esforço vale além das sobras
Se omitir porque?? as cobras temem os que cobram
Se tu acredita que eles são melhor do que você
Então olha de novo
Deserto, de asfalto quente, coração e sangue frio
Se não sabe da metade não entende mais do que ouviu
Nunca foi questão de querer ser superior
É que tentam nos privar até do que é seu por direito

Poeta (Contra Trama)

Mais do que rimar isso é espiritual
Forma de elevar meu astral, renovar minha fé
Criar ordem no caos, no mundo irracional
Manter o elo com os seres, preservar o meu Axé
Sobrenatural, Sagrado sem explicação
Contato com o outro plano, fora do material
Tipo uma oração, conservo minha sapiência
Risco com o coração, preencho minha essência
Eferverscência, é proteção contra maldade do inimigo
É gratidão pelo RAP ter me acolhido
Celebração de cada dia vivido
Pois sei que andando só, ainda você tá comigo
Motivação é sempre tê-lo do meu lado
Até o fim espero ter te acompanhado
Enquanto isso só tenho a agradecer
Muito Obrigado!

Added by

admin

SHARE

Your email address will not be published. Required fields are marked *

About "O Exame"

Qual o seu propósito?

O Exame Track info

Video