LYRIC

O samba
O traço o gingado da passista
Do alto do salto girando na pista
O desequilíbrio elegante a cadenciar

Que tomba pra lá e pra cá
Sem falar nas cadeiras
Ai, as rodas de samba
Com seus cavaquinhos, tantãs, tamborins

E assim
Nas palmas marcadas
Na dor da senzala
Nas ondas que quebram no mar de Ipanema
Na areia as marcas
Os rastros de um negro fujão

E à margem da filosofia
Distante da mesa
O samba é o rio além da represa
A sabedoria no seu balançar

Navega, veleja nas águas
Não luta com pedras
O samba desliza
Suinga, escorrega
Desacorrentando os pés e as mãos

Laia laia laiá laiá

Added by

admin

SHARE

Your email address will not be published. Required fields are marked *

About "O Samba"

?

O Samba Track info

Video