Inquérito

Já Disse o Poeta

LYRIC

[Verso 1: Sérgio Vaz]
Chega de contar os mortos, muitos deles vivos entre nós
A hora é de alimentar a vida, lágrimas não enchem barriga e as desculpas são sempre as mesmas
Tá proibido chorar sem lutar, vamos à luta!
Não dá mais pra esperar
As quebradas estão mais quebradas do que nunca
E precisamos estar inteiros para consertá-las

[Verso 2: Pop Black]
Já disse o poeta pra frente sem desanimar
Cabeça erguida, mão dada que sozinho não dá
Caneta e papel o limite é o céu vai lá
A vida não é mel, as vezes é de amargar
Pegar ou largar, correr ou parar? não sei
Quem foi que falou? que ser sofredor é lei
A vida voa e a gente nela sem paraquedas
Tem que encarar se pular já era
Tem que sonhar, tem que lutar, tem que viver
Nunca esquecer que vai amanhecer
Tem gente que só percebe a luz do sol quando é quase
Noite
Aí, já é tarde demais, já é tarde demais

[Refrão: Pop Black 2x]
A vida é loca mas nós vamos lutar
Cabeça erguida sem desanimar
Só tem conquista quem tem fé
Não se intimida quem tem fé

[Verso 3: Nicole]
Sabe, quando você para pra pensar e observa
Que no meio da estrada a esperança entrou na reserva
É bom por o coração pra descongelar
Mas cedo ou mais tarde cê pode precisar
Por que que a união anda tão distante?
Construímos muro ao invés de pontos
O futuro é uma bala perdida meu filho, mas é você quem aperta o gatilho
9 mês pra nascer, 9 mês pra gerar
Ser mulher é ter fé, resistir, superar
Na guerra é nós que enfrenta os tanque
Roupa suja, vida dura sem amaciante
E aí de mim se não fosse os neurônios
Nessa briga de silicone e hormônios
Mas já dizia o poeta do gueto:
Quem não tem valor tem preço

[Refrão: Pop Black 2x]
A vida é loca mas nós vamos lutar
Cabeça erguida sem desanimar
Só tem conquista quem tem fé
Não se intimida quem tem fé

[Verso 4: Renan]
Pra nós é tudo contra nada em prol
Várias noites em claro por um dia de sol
Pras pancada da vida, tio, não tem Gelol
Tem que comer a isca sem morde o anzol
Será que eu sou sentimental ou será o aquecimento global
Meu coração derrete vendo os pivete no sinal
Vendendo Halls pros irmão tomar Nescau
E no natal a champagne foi água com Sonrisal, é mal
Por que que a vida é assim eu pergunto, ajudo
Só que eu não posso salvar o mundo
Toda vez que essa "deprê" me afeta, desliga a tv
Vou pro sarau ouvir o poeta:

[Verso 5: Sérgio Vaz]
Fique esperto, amar o próximo não é abandonar a si mesmo
Pra alcançar utopias é preciso enfrentar a realidade
Tenho más notícias: quando o bicho pegar, você vai estar sozinho
Não cultive multidão
Qual a sua é verdade? qual a sua mentira? teu travesseiro vai
Te dizer
As manhãs de sol são lindas, mas é preciso trabalhar também nos dias de chuva
É necessário o coração em chamas para manter os sonhos aquecidos
Não confunda briga com luta, briga tem hora para acabar, a
Luta é para uma vida inteira
Das veias abertas da América Latina, Sérgio Vaz

Added by

admin

SHARE

Your email address will not be published. Required fields are marked *

About "Já Disse o Poeta"

Décima primeira faixa do álbum Um Segundo É Pouco (2008), segundo álbum da carreira do grupo Inquérito.

Novo no Genius Brasil? Saiba mais sobre o site aqui e também crie a sua conta.

Aproveite e curta a página oficial do Genius Brasil no facebook e sempre esteja atualizado sobre o que acontece no cenário musical nacional e internacional.

Cola também lá no nosso fórum para discutirmos sobre os sons do mundo e conhecer a galera do site.

Já Disse o Poeta Track info

Video