Trilha Sonora do Gueto

Kuantos Banko?

LYRIC

[Introdução: Kaskão]
Meu nome era Ítalo
Um tiro fatal perto do ouvido, ceifou meu destino
Morri ainda menino
Pouco mais de dez anos vividos
Criado na periferia da zona sul
Meu sonho era ser MC
Um dia rimar como Mano Brown, Sabotage, Kaskão, Eduardo e Dina Di
Temo que por meu pai estar preso
O juiz não deixe se quer acompanhar meu enterro
Mas se alguém puder me escutar
Diga pra ele que esse foi meu último desejo
Um misto de pobreza e ganância
Resultou no barulho das sirenes da polícia e ambulância
Meu último erro no mundo
Foi pular o muro e furtar um carro de luxo
Mal saí do berçário
E já acabei virando manchete de noticiário
De programas de sensacionalistas e salafrários
Fico aliviado pelo amigo que estava ao meu lado
Não ter sido alvejado pelos disparos
Que furaram meu corpo e o vidro do carro
Não fique triste por mim, use o fato pro bem
Divulgue, propague
Para que a violência não pegue mais outro alguém
Se eu tivesse a chance pros governantes falar
Ia dizer pra eles como eu sonhei estudar
Mas o descaso foi tanto que nisso aqui resultou
O garotinho do sonho de estudar
(pow, pow) Acabou
Tenho convicção que pra sociedade morri como um vilão
Mas peço que por compaixão
Não esqueça da minha alma em sua próxima oração
[Ponte]
Se não tem tu vai tu mesmo (já conhece? já conhece?)
O único movimento dentro de um movimento
Trilha Sonora do Gueto
400 contra eu

[Verso 1: Kaskão]
E quantos banco cê catou pra querer paga de crime?
E quantos crime praticou, crime ai só no filme
O que cê fez em prol pra querer ser vagabundo?
Resgatou? já trocou com o satanás do mundo?
Fala de nós é fácil, nós virou bola de meia
Se nós acorda o "jack" bota pra morde a orelha
Vai ter cantor de rap por ai lavando louça
Achando que o crime de verdade tá de touca
Tem vários que paga de bandido nas canção
Que quando 15 chama pra fazer revolução
Não fecha com os irmão
Porque a consequência
É virar inimigo do estado a sentença
Ninguém é obrigado a ajudar se não quiser
Mais se um dia precisar
Pede pano pros gambé
O nosso lema é paz, justiça e liberdade
Mas também nós tá de "zoi" quem no gueto é covarde
Que só usa o sofrimento pra tenta se promover
Quando as ponte balançar quero vê cadê você
Que ronca no papel, caneta não te conhece
Se assume fanfarrão, manequim de 157
[Refrão 2x]
Mostra sua cara se apresenta fariseu
Falar de nós é fácil quero vê você ser eu
Então mostra sua cara, vai, atira mesmo pedra
Que eu uso elas de degrau na nossa guerra

[Verso 2: Zequinha]
Prudente como uma serpente
Inofensivo como pomba
Mas se nós acorda o "jack" nós é tipo homem bomba
Explode caixa, rouba banco, na estrada carro forte
Nós é cria do Bin Laden quando o tema é malote
Barrett 50 só pra quem conhece
Quem manuseou de verdade não esquece
Fura blindagem, capota viatura
Nós é isso, é desse jeito, nós é fechado com a rua
Nossa moradia é a favela e os becos
Nós não é condomínio, nós é pique maloqueiro
Nós é a geração que os ROCAM tá enquadrando
Nós é os cadelo que as cachorra tá usando
Mas nós é autêntico, não é fantasia
Nós não vende o gueto, nós não é patifaria
Cês tá ai achando que tá abafando
Nós do nosso jeito vai revolucionando
Sem vender a alma sem perder moral
Contra o sistema nós é os que "cleck paw"
Bate de frente com as viaturas
Nós é desse jeito, nós é fechado com a rua
[Refrão 2x]
Mostra sua cara se apresenta fariseu
Falar de nós é fácil quero vê você ser eu
Então mostra sua cara, vai, atira mesmo pedra
Que eu uso elas de degrau na nossa guerra

Added by

admin

SHARE

About "Kuantos Banko?"

Novo no Genius Brasil? Saiba mais sobre o site aqui e também crie a sua conta.

Aproveite e curta a página oficial do Genius Brasil no facebook e sempre esteja atualizado sobre o que acontece no cenário musical nacional e internacional.

Cola também lá no nosso fórum para discutirmos sobre os sons do mundo e conhecer a galera do site.

Kuantos Banko? Track info

Video