Fuse

Adivinha

LYRIC

[Intro]
Imagina... O que te dá a volta à cabeça... Adivinha...

[Verso 1]
Qual é coisa qual é ela...
Assim começa a história mais macabra
Concentra-te dou-te a primeira pista
Podes chamar-lhe "ele" ou "ela", tem corpo e cara
É omnipresente, manipula e por vezes sangra
Observador passivo usufruído numa humanidade em risco
Ele viu impérios serem destruídos
Médico da morte dá-te vida, tem mais vítimas que a sida...
Primeiro dá-te sonhos depois tira-te...
É o manual de instruções para criminosos ou párocos
Ou putas que abandonam filhos
É como o génio da lâmpada negra
Que ilumina a alma cega mas não é uma fábula
Apodera, faz-te acreditar que a vida é eterna
Ele foi o melhor aluno na Universidade Moderna
Ele ou ela reinam acima da vida humana
O vício é o padrasto, ela é a filha bastarda
Que brilha com o olhar do fetichismo doentio
Com um aperto num botão leva ao domínio
Transforma vígaros em santos e santos em vígaros
Apaziguadores e amigos de inimigos
É ele que martela o teu crânio..
Causa angústia, paranóia, ansiedade, depressão e pânico
Ensina-te a dança da corda bamba
E faz-te confundir o que tem peso na balança...
[Refrão]
Qual é coisa qual é ela...que te dá a volta à cabeça
Se não controlas é uma ameaça
Qual é coisa qual é ela...que te dá a volta à cabeça
Te faz chegar ao ponto de rutura...

Qual é coisa qual é ela...que te dá a volta à cabeça
Se não controlas é uma ameaça
Qual é coisa qual é ela...que te dá a volta à cabeça
Te faz chegar ao ponto de rutura...

[Verso 2]
Segunda pista...tem um pacto com a morte...
Tem cheiro mas não é veneno.. .desvenda
Não existe salva nem medicamento para a cura
O distúrbio que ele causa é na alma
Ele é o carrasco que aprova ou reprova a verdade
Que separa um amor ou uma amizade
Podes vê-lo na bíblia, ele até vai à missa...
Justiça? Por ele, até um bófia te chupa a piça
É ele que aferroa o ressacado e aguarda-o...
Leva-lhe o sabor de mais um caldo
Qual é coisa qual é ela...capaz de transformar
Uma vida num pedaço de merda, e vice-versa
É mais venerado do que Cristo...
É ele que limpa o cu a um juiz quando o réu é um político
Ele é o fabricante parideiro de demónios
Padrinho para excêntricos anónimos
O patrocinador exclusivo
Para redes de pedófilos ou sadomasoquismo
Participa em jogos de poder
É testemunha ocular... por baixo da mesa vê a realidade
Acorda.. por ele ficas zombie... protege-te...
Não deixes que ele te use a ti, usa-o tu a ele
Quem será ou o que será
Que em demasia cega a vista, última pista... adivinha...
[Refrão]
Qual é coisa qual é ela...que te dá a volta à cabeça
Se não controlas é uma ameaça
Qual é coisa qual é ela...que te dá a volta à cabeça
Te faz chegar ao ponto de rutura...

Qual é coisa qual é ela...que te dá a volta à cabeça
Se não controlas é uma ameaça
Qual é coisa qual é ela...que te dá a volta à cabeça
Te faz chegar ao ponto de rutura...

[Outro]
(Se não controlas é uma ameaça)
Quando julgas que tens o poder...
(Te faz chegar ao ponto de rutura...)
Ele envenena-te... Embebeda-te...
(Se não controlas é uma ameaça)
Com ilusão... Então perdes-te
(Te faz chegar ao ponto de rutura...)
Não é ele que decide a tua vida...
(Se não controlas é uma ameaça)
Mantém a mente limpa e domina
(Te faz chegar ao ponto de rutura...)
Mantém a mente limpa e domina
(Se não controlas é uma ameaça
Te faz chegar ao ponto de rutura
Se não controlas é uma ameaça
Te faz chegar ao ponto de rutura
Se não controlas é uma ameaça
Te faz chegar ao ponto de rutura...)

Added by

admin

SHARE

About "Adivinha"

Uma das músicas mais brilhantes escritas por Fuse, uma perfeita metáfora, vocabulário agressivo, sem papas na língua… Fuse fala da ilusão de felicidade e o lado negro de todos os esquemas e sistemas viciados, provenientes do dinheiro.

Adivinha Track info

Video