Fuse

Prémio Nobel

LYRIC

[Intro]
Esta música é dedicada a todas aquelas pessoas...
Que nunca tiveram reconhecimento na vida...
Este é o prémio que vos ofereço...
Sentimento... pensado ao pôr-do-sol...
Estou em sintonia convosco

[Verso 1]
Sublinho e cito... O aplauso morre
Os prémios envelhecem
E os acontecimentos são esquecidos
Aqueles que realmente triunfam
Não são os que têm credenciais
São os que realmente se importam
À nova geração na frente da batalha
Na reivindicação pelo direito à palavra
Na medicina, no ensino e na ciência
E movimentos na defesa pelo verde do planeta
À mãe que teve a força de dar luz a um filho
Fruto da foda de um renegado malvado
A toda a classe construtiva e produtiva
O país é a máquina e vocês a energia
Aos portugueses que migram pelos ventos
E quimeras de ofertas de uma vida mais decente
Prémio Nobel do instinto da vida
Para a mulher que é vítima e suporte da família
Homenageio-vos com música e poesia gratuita
Um pouco de humildade, sabedoria e boa vinda
Troféus sepultados pela poeira da existência
Velhice à adolescência, o ciclo da vivência
Idosos apanhados pela solidão do tempo
'Tou sentado na lua, consigo ouvir o vosso lamento
Um consolo é uma diferença de um amigo
Um minuto de atenção pode mudar um destino
[Refrão]
Os prémios envelhecem, as pessoas ficam
Quem serão as que realmente brilham?
O triunfo nasce, mas é esquecido
Aplaudido por estrelas que partiram

[Verso 2]
Quanto vale uma imagem
Um registo um documentário
Uma filmagem, um sacrifício
Um prémio, medalha de mérito pelo risco
Aos que captam pedaços deste mundo em que vivo?
Envio paz distante para amigos distintos
E aos que lutam por causas com efeitos positivos
Um Nobel da esperança para todo o pobre
Temos lágrimas diferentes, mas o mesmo sangue nobre
Vencedores envelhecem, memórias ficam
Prevalecem protegidas por astros que não brilham
Tantos nomes, tantas almas, tantas pessoas
A homenagem é grande, mas as linhas são tão poucas
Milhares que vacilam como gotas numa clepsidra
Mas o reconhecimento vem depois da perda
Ser incógnito não é um problema
Ter orgulho é a vacina às cicatrizes da diferença
A virtude é como um quadro abstrato, mas incompleto
Dêem luta nesta puta de vida, a sério
Quantas mentes brilhantes no anonimato?
Quantas mentes falsas no estrelato?
Um abraço caloroso pelas raízes deste povo
Aprendam a reconhecer também quem vos é próximo
Os reais prémios vêm com o anoitecer
E cintilam mediante o reflexo do teu valor
[Refrão]
Os prémios envelhecem, as pessoas ficam
Quem serão as que realmente brilham»
O triunfo nasce, mas é esquecido
Aplaudido por estrelas que partiram

Added by

admin

SHARE

About "Prémio Nobel"

?

Prémio Nobel Track info

Baixo Francisco Rebelo
Vozes adicionais Carla Moreira

Video