LYRIC

[Intro]

Quando eu te encontrar
Sem hora e nem lugar
Diz que eu vou lá estar
Aonde me encontrar

[Hook 1]

Sado não sente saudade
Sado olha sempre de lado
Quem não vai voltar
Os putos do Sado já sabem
Se eu nunca sair da margem
O Sado não julga quem volta
Nunca se importa nunca se importa

[Verse 1]

Eu vi o medo na televisão
As nossas feridas ainda não sararam
Quem sabe se algum dia sararão

Isso é informação
Então e o coração
Eu sou humano
Eu faço planos p’ra lá do verão

Hitler já ficou lá atrás
Trump tá na berra
Junta medo com orgulho
Todo o humano erra

Môs putos slow it down
É só manter os pés na terra
É ser mais forte a fazer paz
Do que os melhores da guerra
Bradas da Margem Bulem Bué
Bulem bué
Sistahs da Margem Bulem bué
Bulem bué
Se tás à margem larga a imagem
Age e tu vais ver
Ninguém te agarra sem tu quereres
Eu sei

[Hook 2]

[Bridge (Repete Hook)]

[Hook 3]

Added by

admin

SHARE

About "Sado"

Ainda que o Rio Sado faça parte da vida do sujeito desta música, a verdade é que este elemento da natureza não “sente saudade” nem “se importa”. Visto que no final da faixa surge a frase “ninguém te agarra sem tu quereres”, evidencia-se uma aproximação não recíproca do cantor para com o Sado. Afinal, não é o rio que se preocupa com ninguém mas antes o contrário.

Sado Track info

Mistura Slow J

Video