LYRIC

Pediram meu sangue tipo o mar vermelho
Ganharam a mão que balança o berço
Um terço da city sonhando com hit
Querendo dormir no colchão de dinheiro
Primeiro um gole na dose de Orloff
Troquei minha alma num pack de Engov
Cuspindo mais fogo que as boca do forno
Queimando vitrine pique Molotov
Nos corre do verde eu me vejo no escuro
Procuro um sinal grafitado no muro
Os cop da bope num fode minha sorte
A morte é minha mina e fudemos com tudo
Puto bolado. O inferno alado
Calado no ato da fuga do rato
Meu fardo é um prato de verso ralado
Acabo com parto de rap clonado
Uns querem o Froid cantando o refrão
Eu falo com Froid pagando a sessão
Deitado dopado com as doida do lado
Jogando Metroid e queimando razão

Filho do breu que espanta sua luz
Um cara estranho vestindo capuz
O anti-sistema que vira o problema
Gangrena gasosa na fila do SUS

Na lombra eu pio de bicho igual o Djonga
Sou o neto perdido da Monga
Onda num passa com canja materna
Aperta mais outro cigarro de erva
Ve se não erra a conta exata
Cada momento é uma vida passada
Cada tormento é uma sina marcada
Cada talento é um mina enterrada

Eu tô de Corcel 2
Cês tão querendo Bugatti
Eu tô de Corcel 2
Chapado guiando chapando viagem
Eu tô de Corcel 2

Added by

admin

SHARE

About "Corcel 2"

?

Corcel 2 Track info

Video